segunda-feira, 26 de março de 2012

A empresa liberou as redes sociais... e agora?

Augusto levantou a cabeça, por cima das baias, e exclamou para os colegas:

-- Estou acessando o facebook

Três colegas retrucaram:

-- Como? Deixa eu ver.

-- Tá aqui. O facebook tá aqui na minha frente.

-- Tente o Orkut.

Nesse momento os quatro já estavam juntos olhando a tela do velho desktop desbotado.

-- Pronto. Tá aqui também.

-- Incrível

-- Testa o You Tube.

Outros três se juntaram aos quatro.

-- Não funciona.

No fundo da grande sala do escritório, levanta uma cabeça.

-- Vocês não lêem a intranet da empresa? A empresa liberou o acesso às redes sociais. Tava lá escrito. Começou hoje.

-- Mas por que o You Tube não funciona?

-- Tava escrito que era por restrição de banda.

-- Besteira!

-- E o MSN?

-- Liberado.

-- E o Twitter?

-- Liberado.

-- Maneiro.

Os garotos olhavam uns para os outros, ainda perplexos com a novidade.

-- O que será que eles querem com isso?

-- Eles quem?

-- A diretoria. Esses caras não vão dar isso de graça. Tem algo acontecendo que a gente não tá sabendo. Tem pegadinha aí.

-- Pegadinha?

-- Sim, acho que eles estão querendo saber o que estamos fazendo.

-- Nós?

-- Burro! Nós não... os funcionários todos.

-- Você acha que eles querem nos vigiar?

-- Não sei, tá estranho. O melhor é ficar quieto e continuar acessando o orkut por aqui ó.

E Augusto saiu andando batendo com o polegar na tela do seu smartphone.

A divertida história acima provavelmente se repete em muitas empresas que abrem o acesso às redes sociais sem fazer um profundo trabalho prévio de comunicação e capacitação de seus funcionários, especialmente junto aos mais jovens, adeptos naturais das novas mídias. Tem que explicar o objetivo, o porquê e para que a empresa está liberando o acesso às redes sociais e seu uso. Ter essa conversa e entendimento com os funcionários antes da empresa ir à luta no delicioso ambiente da web colaborativa será fundamental para o sucesso da jornada. E não devemos esquecer da importância de um guia corporativo, mesmo sabendo que nem sempre ele resolve. Por que não criar um processo de desenho do tal guia chamando os funcionários para colaborar em sua preparação? Isto os tornará cúmplices no projeto.

Enfim, como sempre digo, estamos todos aprendendo...

Texto publicado no @blogrelações e no blog da CRN

Digite seu email

Um serviço do FeedBurner

4 comentários:

Vivian disse...

Ta ai, eu não conhecia nenhuma guideline pra uso de redes sociais. Isso é efetivamente divulgado aqui na IBM, por exemplo?

Mauro Segura disse...

Sim Vivian. A gente divulga sim. Mas pelo visto precisamos divulgar ainda mais :)
O link é esse aqui abaixo e é público, qualquer um pode acessar. Aproveito também para passar um link com um monte de dicas de guias de outas empresas, caso voce tenha interesse em pesquisar. Por fim, adorei conhecer o "Extreme Makeover". Você conhece o "Simples Decoração"? Acho que você vai gostar. Mando o link abaixo. Abraçosssss. Mauro.

http://www.ibm.com/blogs/zz/en/guidelines.html

http://aquintaonda.blogspot.com.br/2010/08/lista-guia-redes-sociais-empresas.html

http://www.simplesdecoracao.com.br/

Vivian disse...

Mauro, obrigada pelo link! E o blog eu não conhecia (como pode?). Me senti menos esquisita em ter interesse por tanta coisa diferente. =)

Gilberto Strapazon (Sw. Prabuddha) disse...

Muito bom o artigo. Reflete o que acontece em muitas empresas que não conseguem se comunicar com seus funcionários. O resultado é um clima de desconfiança.
Se permite, quero citar dois artigos. Um justamente sobre a falta de confiança quando a empresa monitora os funcionários e que pode resultar em algo negativo.
http://gilbertostrapazon.blogspot.com.br/2010/06/araponga-web-pode-ser-prejudicial-para.html

O outro, um pouco mais extenso, é justamente sobre amadurecimento das empresas e participação social, com maior consciência. As guidelines, como a citada da IBM que está lá também:

http://gilbertostrapazon.blogspot.com.br/2009/10/empresas-amadurecendo-para-as-redes.html

Abraço

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...