quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Gato Sabido entra no ar - Tá chegando a hora de comprar um e-reader

Aqueles que me acompanham no blog já sabem que afirmo veemente que os livros em papel têm os seus dias contados. Já escrevi posts sobre isso e já recebi muitos emails dizendo que sou isso e aquilo por conta dessa minha posição. Portanto, eu sempre tento ser cuidadoso quando escrevo sobre o tema.

A novidade brasileira nesta arena do livro "eletrônico" foi a entrada em operação do GATO SABIDO em dezembro de 2009. Essa é uma excelente notícia. Pelo que conheço, a www.gatosabido.com.br é a primeira livraria virtual que está focada na venda de e-books no Brasil.

Resumidamente, são 3 boas novidades:

1- O Gato Sabido já começa suas atividades com 400 e-books em português, segundo divulgação realizada;
2- Eles anunciaram a pré-venda do primeiro e-reader brasileiro, chamado Cool-er;
3- Eles trazem uma alternativa simples e fácil para qualquer um publicar seu próprio livro, sem precisar passar por uma editora tradicional.

As novidades acima já são suficientes para dar um sacudida no mercado editorial brasileiro.

O e-reader brasileiro, na verdade, é fruto de uma parceria com a livraria britânica Cool-er, que foi fundada em 2008 por um empresário chamado Neil Jones. O site www.coolreaders.com é dedicado para a venda do e-reader, enquanto que o site www.cooler-ebooks.com trata exclusivamente da venda de e-books. Aqui cabe uma observação relevante, a Cooler-Books se afirma como a maior loja de e-books do mundo, com mais de 2 milhões de títulos disponíveis.

Ao falar de e-readers, torna-se inevitável a comparação do Cool-er com o Kindle. Mas cabe registrar que o mercado está muito mais pródigo de alternativas do que apenas os dois citados. Tem o Daily Edition da Sony e o Nook da Barners&Noble, além de outros menos conhecidos. Ou seja, agora a briga é pra valer, os consumidores passam a ter opções e a tendência é este mercado explodir nos próximos meses. Para colocar mais pimenta, a Amazon anunciou que neste Natal, pela primeira vez, vendeu mais e-books (para o Kindle) do que livros de papel. Apesar de não divulgar o número de ítens vendidos, a empresa informou que o Kindle foi o produto mais presenteado da história da Amazon.

Se você quer saber mais detalhes do Cool-er, vale a pena visitar o site da PLUS e ver a análise publicada. E mais, se você pensa em adquirir um e-reader, não deixe de ver as 7 dicas para quem vai comprar um e-reader. Aliás, se tiver tempo, invista em seu conhecimento visitando todo o site da PLUS, que é excelente e sempre tem algo legal e novo para contar.

Por fim, eu desejo 7 vidas ao Gato Sabido. Que ele enfrente e supere as agruras dos desbravadores, perseverando em suas convicções e sempre trazendo novidades para o mercado.

Digite seu email


Um serviço do FeedBurner

9 comentários:

Washington Sales disse...

Muito bom Mauro,
Em maio de ano passado escrevi eu meu blog sobre os livros digitais, ainda não tenho respostas se eles iram ou não substituir os nosso velho e bons livros de papel. Tiro por mesmo, eu tenho uma biblioteca digital que eu mesmo criei e livros que encontrei na net, hoje tenho mais 200 livros variados, mas li poucos, não estou acostumado a ler na telinha do computador. Creio que é uma questão de adaptação minha. Quanto aos e-books, por sua facilidade, comodidade e agilidade muitos iram gostar. Mas ainda tem a questão cultura que também pode influência nesse assunto. Muito bom!!!

Abraços,
Washington Sales

C. S. Soares disse...

Mauro, dois lançamentos me chamaram a atenção na CES 2010 (e não foram relacioanos ao "hardware" especificamente dos ereaders):
1) BLIO, ereader software do Ray Kurzweil [ http://blioreader.com ]; e 2) THE COPIA, rede social + software + ereader [ http://www.thecopia.com ].

Não por acaso, eles representam algo sobre o que venho escrevendo e falando já há algum tempo:

1) O livro (ou ebook) é o software + o serviço;
2) leremos (e escreveremos) em público e coletivamente.

Acrescento um item à lista de features que os “livros” certamente possuirão: realidade aumentada.

O livro (mesmo o de papel) interagirá com a tecnologia. Veja o exemplo da Esquire [ http://www.youtube.com/watch?v=LGwHQwgBzSI ]

Forte abraço!

A Bordo disse...

Acompanho o blog, mas sinceramente não tinha ligo ainda nenhuma matéria sobre essa sua opinião.

Acho que fica no mesmo critério que os jornais impressos vão acabar. Pode diminuir, mas não acredito que acabe.

Eu ainda não consegui me adaptar ao e-book, me disperso com eles. Mas acredito sim no potencial deles.

Mauro, estou com um projeto e gsotaria de te fazer um convite, pode me passar seu email para conversarmos um pouco?

Abraços,
Belle
@blogabordo

Mauro Segura disse...

Washington. Também acho que a leitura na telinha é uma questão de costume. A nova geração está totalmente acostumada a isso. Obrigado por contribuir com meu blog. Abcs. Mauro.

Mauro Segura disse...

Claudio. Obrigado por tanta informação nova. Gostei muito do video da Esquire. Abcs. Mauro.

Mauro Segura disse...

Belle. Me informe o seu email aqui e eu entro em contato. Abcs. Mauro.

Anônimo disse...

Olá, Mauro.
Nunca vi de perto um desses. Sou vidrado em tecnologia e não vejo a hora deste gadget se popularizar e chegar a um preço mais acessível.
Um destes é colorido? Acho que vale esperar um pouco para investir em um com tela colorida, não acha?
Forte abraço do seu amigo e leitor,
Fernando Chagas
@embratel

Mauro Segura disse...

Querido Amigo Fernando. Concordo com você. Eu vou esperar que o preço fique melhor e que a tela venha colorida. Ainda vamos ter muitas novidades ao longo de 2010. Eu vou esperar, mas meus dedos estão coçando. Obrigado por prestigiar meu blog. Abraços. Mauro.

Anônimo disse...

Fiz um comentário no assunto do Banco Real que era para ser neste aqui, sorry. Várias janelas abertas ao mesmo tempo.
Não sei se tens como transcrevê-lo para cá.
Abraço.
Fernando Chagas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...