quinta-feira, 12 de novembro de 2009

O que é sucesso para você?

Texto meu publicado no blog Foco em Gerações que reproduzo abaixo.

O que é sucesso para você?

Essa foi uma pergunta que sempre me perseguiu e me persegue até hoje. Na verdade, a pergunta original é mais abrangente: o que eu quero da vida para mim? Essa questão, aparentemente filosófica, deveria ser a pergunta da vida de cada ser humano. Não sou da linha do “deixa a vida me levar” do Zeca Pagodinho, mas acho que a maioria das pessoas caminha por esta estrada.

A minha geração foi evangelizada para o sucesso baseado no binômio “carreira sólida no trabalho” e “família estruturada”. Carreira sólida no trabalho significa ter um emprego estável, numa empresa “boa”, com carteira assinada e alguma especialização. Família estruturada significa casamento “até que a morte os separe”, de papel passado e com filhos. Junte tudo isso e acrescente uma casa própria para a fórmula da felicidade ficar completa. Essa era a vida “sonho de consumo” do passado.

Olhando todos os dilemas da vida moderna, eu fico me perguntando se esta fórmula de sucesso ainda vale para os dias de hoje.

Certamente, para a geração mais nova, essa proposta de vida não vale mais. Talvez a grande mudança seja o sentimento de realização. Estou falando de realização pessoal e profissional. E, neste contexto, os tais “carreira sólida’ e “casamento de papel passado” parecem não fazer mais tanto sentido assim. Até porque os futurólogos de plantão dizem que o emprego formal vai diminuir e que o “casamento amarrado pelo papel” está sob abalos sísmicos acima de 10 graus da escala Richter. Hoje em dia, a gente fica junto para ver primeiro o que acontece, depois a gente pensa no casamento, se pensar.

Acredito que a grande diferença entre a minha geração e a geração mais nova é que nós vivíamos para construir o futuro, enquanto a geração Y vive para fazer o presente.

Minha geração sempre fez tudo com base num futuro melhor. E a fórmula do futuro, já falada, era:
Futuro = “carreira sólida” + “família estruturada” + “casa própria”.

A prioridade da geração Y é… viver. Claro que com um futuro legal e com realização, mas um futuro muito mais próximo do que um futuro de longo prazo. Poderíamos até dizer que esta geração também quer construir um futuro, mas um “futuro pertinho”.

Vivo ainda me questionando sobre o que eu quero da minha vida. O sentimento de realização é muito particular para cada um de nós. A sensação de se sentir pleno e realizado parece ser uma busca quase inalcançável, o que gera frustação e conflitos. Por outro lado, cada vez que conquistamos algo, nós já pensamos na próxima conquista. Somos seres insaciáveis por conquistas, o que faz o homem ser, provavelmente, o animal mais infeliz da face da Terra.

Colocamos como prioridade de vida comprar um carro, depois queremos comprar uma casa, depois queremos viajar para o exterior, e, sendo assim, a busca por conquistas não termina nunca. Queremos sempre algo mais. A geração mais nova aparenta ser menos preocupada com essas conquistas, aparentemente, voláteis. Posso até estar enganado, e quase sempre estou, mas eles estão muito mais antenados com o propósito de suas vidas do que com a caneta Montblanc.

Enfim, olhe-se no espelho e responda:
Qual é a vida que você está buscando?
Qual é o propósito de sua vida?
O que é sucesso para você?


Digite seu email




Um serviço do FeedBurner


10 comentários:

Raphael Daolio disse...

Qual é a vida que você está buscando?
Eu estou buscando uma vida em que eu possa no final olhar para trás e ter orgulho de ter contribuído de alguma forma para construir um Mundo um pouco melhor.

Qual é o propósito de sua vida?
O propósito da minha vida é viver e aprender o máximo que eu puder para deixar uma mensagem de conforto para as pessoas que estão ao meu redor e principalmente para os meus queridos herdeiros.

O que é sucesso para você?
Sucesso é ser reconhecido por conseguir equilibrar uma vida pessoal e profissional saudável em que o fator financeiro não seja um empecilho para conquistar nossos sonhos.

Gabi disse...

Há algum tempo esse tema passou a ser recorrente na minha vida e sem querer ser muito utópica, percebi que sucesso para mim é conseguir fazer os meus olhos voltarem a brilhar com um novo projeto no trabalho e poder acreditar que aquilo está fazendo a diferença para alguém além de mim.

Eu também concordo quando você diz que somos seres incessantes, que continuamente procuramos um novo propósito para nossa vida, mas eu tenho percebido que as pessoas que estão ao nosso redor nos ajudam a definir o que é SUCESSO em determinadas etapas da nossa vida.

Tem uma frase do Saramago que no meu ponto de vista resume o que é Sucesso " Não tenhamos pressa, mas não percamos tempo".

Regina Carvalho disse...

Será que convivo com seres Y muito diferentes dos demais? Eles querem sim casar, não necessariamente de "papel passado", mas isso já acontece desde Woodstock.
Profissionalmente falando, os Y são engajados e criativos.
Inegável que Y são muuuito diferentes de X e isso traz muita energia pro ambiente, rs,rs.
Parece que eles nos renovam todos os dias e isso é parte do que considero sucesso.

Izabel Guimarães disse...

Mauro, adorei o texto. Eu penso tanto sobre isto, sobre o que quero e o que ainda me falta, que às vezes tenho vontade de desligar e viver apenas o presente. Porém, conheço pouquíssimas pessoas da minha geração que de fato vivem assim, deixando a vida levá-las.
Acho sim que os conceito de "sucesso" mudou bastante de anos para cá, mas esta sensação de insatisfação constante, este sentimento de que há sempre algo faltando, este parece que cresce a cada dia.
Eu tento, sempre que possível, intercalar o desejo por algo a ser conquistado com o agradecimento por algo que já tenho. Assim a vida fica mais leve e o sentimento de frustração fica menor. Menor, porque desaparecer ele nunca vai.
Mudaram os sonhos, mas aumentou a pressão.
A minha geração quer tudo, e quer prá agora.
Não canso de ver amigos, extremamente jovens, se queixando de que estão "atrasados". Eu sou uma que vira e mexe pensa assim.
Daí eu lembro do que você nos disse uma vez. Que para pegar o trem, o mais importante é estar na estação.
bjo, Izabel

Zee Lima disse...

Muito bom o post e o momento de colocá-lo. Pois quando nós vemos a revolução brutal que estamos passando nas relações e interações humanas por causa da internet...

Certa vez li que hoje a inveja é o que era o sexo na época de Freud, e se ele escrevesse hj seria sobre essa ótica.

Estamos expostos e conectados, isso sempre tivemos, mas eram por "barbantes invisíveis" ou pela "teia da vida", mas hj não mais. Hj estamos conectados por e-mails, blogs, orkuts, facebooks, twitters, celulares, smartphones, logins, senhar, televisão digital, e a lista cresce a cada dia!

No meio deste furacão estamos nós. Indivíduos complexos, com uma mania mítica de classificar, separar e racionalizar. Ou seja, compreender o que se passa conosco e com tudo que venhamos a perceber ou intuir.

Nós, que somos uma estranha e curiosa mistura de sonhos, expectativas, experiências, projetos, projeções, sentimentos, racionalizações, assédio... nosso e dos outros!

Quando nos fazemos estas perguntas essenciais estamos colocando os pingos nos "i" do que realmente interessa e o ponto acerca de tudo o que vivemos enquanto espécie: Nós (cada indivíduo) somos os atores, o palco, e o cenário na história da vida.


Abraço à todos!

Washington Sales disse...

Qual é a vida que você está buscando?
Qual é o propósito de sua vida?
O que é sucesso para você?

A tempos não via perguntas com esse nível, para alguns parece ser simples, para me já não. Me considero um participante da geração Y, estou no mercado de trabalho já faz algum tempo, mas ainda não estou realizado por comple, horas quero mudar o mundo, horas ser dono da minha empresa pode resolver o problema. Ler esse artigo para me foi ótimo.

Qual é a vida que você está buscando?
R. a vida que estou buscando! assim como muito quero ser bem sucedido. como os soldados espertanos quero deixar minha marca na historia.

Qual é o propósito de sua vida?
R. Meu proposito é ser melhor a cada dia.
O que é sucesso para você?

R. É a capacidade de poder contrubuir para que outras vidas possam também ser desenvolvidas.

Mais hoje estou feliz, creio que estou no caminha certo!

Abraços,
Washington Sales

Mari disse...

Mauro, adorei esse artigo! Poxa vida, é pra dar um chacoalhão mesmo hein ? Nós da geração Y queremos viver o agora mesmo... até temos o sonho do "carreira sólida” + “família estruturada” + “casa própria, mas queremos isso rápido e não temos muito tempo para esperar não... por isso acredito que as frustrações e os tombos são maiores que para a sua geração. E outra diferença é que quando olhamos no espelho e respondemos as perguntas "Qual é o propósito de sua vida? O que é sucesso para você?" a cada minuto temos uma resposta... que muda na velocidade que as coisas acontecem hoje... e por isso que às vezes ficamos tão confusos! rs
Abraços!

Anônimo disse...

Nossa, como esse post mexeu comigo! Estou me questionando diariamente isso e nunca consigo uma resposta.
A verdade é que a geração Y é sem limites e nunca nada parece estar bom o suficiente. Sinto que tudo pode ser "descartável" mais facilmente, vejo amigos que casaram a menos de 1 ano se separando...não tentam muito, não pensam a longo prazo, não existe paciência.
Fica muito difícil definir o "estou feliz/completo" quanto tudo é extremamente mutável...
Enfim, sigo me questionando sobre e quem sabe acharei a resposta!
Luciana

Tainan disse...

Oi Mauro,
Puxa vida que texto esse hein? rs
Há tempos venho me fazendo estas questões que você destacou e concordo muito com o que a Izabel disse, muitas vezes, uma época era quase todo dia, tinha vontade de jogar tudo para o alto, me desligar como ela disse, pois não enxergava um propósito para tudo o que fazia.
Eu acredito que hoje é muitooo mais difícil definir estas respostas porque, também destacando o que foi dito pela Mari, estamos mudando constantemente a resposta graças a velocidade com que os acontecimentos acontecem hoje ao nosso redor.
Eu estava começando a ficar muito desanimada porque não consiguia dar uma resposta definitiva a estas perguntas e a frustração + ansiedade que isso gerava não dá para descrever, uma das coisas que mais me frustravam era pensar que tudo está nas minhas mãos, se quero vencer na vida tudo tem que partir de mim, tenho que construir minha carreira, tenho que ter meus contatos, tenho que estar alerta, tenho que identificar as oportunidades...tenho...tenho...tenho, não tinha espaço para o "eu quero" e sempre me cobrava dizendo, você não está fazendo o bastante, está sendo preguiçosa, vamos você está perdendo tempo! Isso com certeza era o pior.
Para minha "salvação" rs, e que considero muito especial é que há momentos como esse que existe alguma força (Deus, Universo.. ou como queiram) que vem nos dar uma ajuda... comecei a almoçar e conversar com pessoas que davam uma super lição no estilo "calma, não se afoba não, é assim que funciona" e diziam o que costumavam fazer, dai tiro uma frase que vi e dizia "Você deve ter um olho no futuro porém manter os dois pés no presente", achei o máximo.
Posso dizer que agora tenho alguns planos e metas, nada para tão longe como daqui a 5 anos, mas metas para um ano e que agora minha intenção é deixar a vida me levar um pouco, quero saber que tipo de surpresas ela me reserva,o que posso encontrar no meio da minha caminhada? Porque cá entre nós acho que a vida não teria a menor graça se tudo o que planejássemos desse sempre certo, cade o gostinho da surpresa? cade aquela sensação de receber ou encontrar uma oportunidade de um local inusitado ou sem esperar mas que vc recebe porque as pessoas sabem o qto vc se esforça e querem te reconhecer, vc recebe não apenas porque vc se esforçou, é um reconhecimento por ser quem vc é, porque as pessoas gostam de vc e querem fazer algo para te deixar feliz.
Acho que hoje a principal idéia que é difundida é que temos que ter controle de tudo, se não tivermos um plano, se não seguirmos o plano, se não nos controlarmos para seguir o plano não vamos alcançar nenhum dos nossos objetivos, essa é a idéia que me sufocava.
Eu quero liberdade! A vida não é uma estrada que conhecemos, muita coisa muda, sim acho que é importante e até gostoso sonhar e planejar o futuro, mas também é muito bom deixar um espaço na "agenda" para a vida nos surpreender.
Um grande Abraço!
Tainan

Mauro Segura disse...

Raphael, Gabi, Regina, Izabel, Zee, Washington, Mari, Anônimo e Tainan. Vocês falaram do meu texto, mas foram vocês através de seus comentários que me impressionaram e me fizeram pensar. Eu não imaginava que estava tocando num tema tão relevante. Senti vontade de pegar alguns trechos dos comentários de vocês e até publicar um post exclusivo sobre isso. Muito interessante tudo isso. Obrigado por visitarem meu blog e me prestigiarem com seus comentários. Estou encantado. Abçs. Mauro Segura.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...