terça-feira, 2 de novembro de 2010

Histórias do Pimentel: Meu salário é uma M

Da série Histórias do Pimentel

Pimentel, presidente da XYZ, convocou uma reunião urgente com o gerente de comunicação e o gerente de RH da empresa.

Olhando firmemente para ambos, Pimentel falou:
-- Olha só, me disseram que existem funcionários falando sobre a empresa no Orkut, sem falar com a gente. É um absurdo.

O gerente de comunicação olhou com cara de interrogação. Pimentel continuou falando:
-- A secretária me disse que é uma comunidade chamada "Meu salário é uma M".

Cabral, o gerente de RH, respondeu:
-- Não tenho ideia, mas...

Pimentel interrompeu:
-- Parece que existem várias citações à nossa empresa, mas ninguém assina com o nome verdadeiro. Tem um que assina como Espoletinha, veja se pode.

O gerente de comunicação se pronunciou:
-- Eu não sabia disso, mas não podemos fazer nada...

Pimentel interrompeu mais uma vez:
-- Como não podemos fazer nada? Podemos sim e vamos fazer agora. Olha só, anota aí. A partir de agora estão todos proibidos de entrar nas redes sociais.

O gerente de comunicação olhou para seu colega de RH e exclamou, quase sussurrando:
-- Mas o acesso já é proibido dentro da empresa. Ninguém pode acessar o MSN, o twitter...

-- Mas quem disse que eu falei dentro da empresa? - falou Pimentel - Anota aí. Todos os funcionários estão proibidos de entrar nas redes sociais, em qualquer lugar, até em suas casas, para escrever qualquer coisa que fale de trabalho e da nossa empresa. É uma ordem. Assim ninguém mais vai falar da empresa, nem para o bem, nem para o mal. Pode soltar a comunicação.

O pobre do gerente se virou e disse:
-- Mas...

E Pimentel emendou:
-- E tem mais, quero que você coloque o seu pessoal vasculhando todas as redes sociais, todos os dias, para ver o que estão falando da XYZ. Vamos botar ordem na casa.

-- Mas...

-- Não acabei. E mande alguém tirar essa tal comunidade "Meu salário é uma M" do Orkut. E vem falar comigo se não deixarem tirar.

E dando as costas para os gerentes, exclamou baixinho:
-- O que seria da XYZ se não fosse eu...

Digite seu email


Um serviço do FeedBurner

Um comentário:

Mozart Gomes disse...

Não sei se é trágico ou cômico, no mínimo patético

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...