terça-feira, 19 de outubro de 2010

O profissional que as empresas estão buscando

Fui fazer uma apresentação num evento sobre carreira e resolvi fazer uma "pesquisazinha" a respeito das características e competências que as empresas estão buscando ao contratar novos funcionários. É muito simples. Quer ver?

Qual é o perfil de profissional que as empresas estão buscando?

As empresas desejam um profissional que tenha boa conduta, que exerça e acredite nos valores da empresa, de preferência que seus valores pessoais estejam em sintonia com os valores da empresa, que seja flexível, que seja orientado a resultados, que apresente contínua boa performance, que tenha características de liderança, que seja colaborativo e saiba trabalhar em equipe, que tenha foco constante no cliente, que entenda onde o seu trabalho colabora para o negócio da empresa, que faça a diferença no grupo onde atua, que mantenha o cliente satisfeito, que seja hábil em construir e manter relacionamentos baseados em confiança e credibilidade, que seja dedicado, que tenha ambição para se desenvolver e crescer, que seja responsável, que seja criativo, que colabore para a inovação da empresa de alguma forma, que apresente produtividade crescente, que saiba expressar ideias com clareza, que seja bom de execução, que tenha perseverança diante das dificuldades, que faça um trabalho sempre de qualidade, que tenha espírito empreendedor, que seja diplomático quando necessário, que saiba trabalhar com prioridades, que tenha iniciativa, que seja motivado e que motive os colegas, que saiba trabalhar sob pressão, que aceite mudanças, que tenha conhecimento de estratégia, que navegue bem dentro da organização, que tome decisões com rapidez evitando a procrastinação, que seja bom de persuasão, que apresente suas ideias e propostas com convicção, que seja bom ouvinte, que saiba trabalhar com certa independência e precise pouca supervisão, que tenha inspiração, que seja um exemplo para os colegas, que seja um bom "resolvedor de problemas", que saiba tomar riscos calculados, que saiba se expor e trabalhar num ambiente 360 graus, que se expresse bem através da comunicação escrita e oral, que invista em seu desenvolvimento técnico e em competências, que seja bem humorado, que esteja sempre disponível quando a empresa precisar e que entenda todo o portfólio e estratégia da empresa. Ahhh, esqueci... e que tenha inglês fluente.

E aí? Topas?

A bem da verdade, estas são as condições básicas. Você tem algum diferencial?

Digite seu email


Um serviço do FeedBurner

14 comentários:

Anônimo disse...

Eu falo um pouquinho de alemão, serve?
Fora a bricadeira, muito bom o seu post. Temos que nos multidisciplinar para nos destacar agora.
Abraço,
Fernando Chagas

Cláudia Palladino disse...

Meu diferencial? Oras, eu sou eu!
Rsrsrsrs, ótimo post! Me faz pensar que quem quer tudo não tem nada, quem acha que sabe tudo, sabe muito pouco e por aí vai.
bjs

Facó disse...

MS, bom dia!

Que tal agora usar um espelho e contra para gente, com sua inspiração, o outro lado da moeda ?

" As Empresas que os profissionais estão buscando "

Se Empresas e Profissionais se escolhem mutuamente, elas precisam estar atentar para se encaixarem nas expectativas dos seus profissionais:
- Horário flexível
- Período flexível
- Incentivo e estimulo para exercício de outras atividades profissionais
- Remuneração flexível
- Objetivos e metas ligados aos atributos da sustentabilidade ambiental e social
- Desenvolvimento continuo de outras habilidades e competências profissionais

E por ai vai longe!

Abraços, Facó
www.habitanteverde.com.br

Anônimo disse...

Encaixo-me muito bem neste perfil. Acho que por isso nunca me falta trabalho.Realmente é muito simples.
abs,
Katia Costa

nelson disse...

Caríssimo,

As empresas de hoje se comportam como as mulheres de antigamente: sonham com um príncipe encantado que venha num cavalo branco para levá-las aos paraíso da felicidade...
O que impressiona é que essa fantasia pueril é reforçada por consultores, head hunter e profissionais de RH.
Bom para quem vende MBA...
Grande abraço - seus posts são ótimos.

Anônimo disse...

Ufa, até cansei de ler tudo isso...desse jeito fica dificil ter um diferencial hoje em dia. Aliás, o que seria um diferencial hoje em dia,né? Fica como sugestao p/ o próximo post Mauro rs.
Abs.
Mari

Mauro Segura disse...

Gostei, Nelson. Adorei sua abordagem. Abraços.

RODAM disse...

Muito bom!! E condordo com o Facó, mas deve ser por isso que existem candidatos que mentem em entrevistas, afinal, a empresa quer tudo e promete mundos e fundos na hora da contratação e depois ambos percebem que não era bem aquilo... é comum pessoas falarem: "Eles fingem que me pagam e eu finjo que trabalho!"

É muita sacanagem!

Mauro Segura disse...

Facó. Me diverti com seu comentário. Sabe porque? Porque eu já estava rascunhando um post chamado "O perfil das empresas que os trabalhadores estão procurando". O que é um contra-ponto do meu último post... adorei! Abraços. Mauro.

Mauro Segura disse...

Facó.. acabei de publicar o post-espelho... rsrsrs

Anônimo disse...

Muito bom, Mauro!! Seria cômico se não fosse trágico! Esse tipo de exigência irreal alimenta a "síndrome da insuficiência" - que, por sua vez, alimenta a indústria do curso (MBA's) e tantos outros. Minha "tese" é que não são as empresas, propriamente, que estão à procura ou que necessitam desse ser biônico. Essa necessidade foi fabricada artificialmente para justificar o surgimento de outros "setores" intermediários. Ah! sobre o diferencial... estar preparado para ser descartado a qualquer momento por alguém com um MBA "melhor" ou que fale mandarim... Ótimo seu post! Parabéns! Um Abraço, Sandra Felicidade

Adriana Torres disse...

Interessante o post e também os comentários.

Assim como o Facó, acredito que os trabalhadores sonham com uma empresa ideal e vice-versa. Sonham, porque isso é igual Papai Noel, só existe na mente das crianças...

TODO ser humano possui características próprias, atitudes e atributos que desenvolveram através da combinação do DNA, valores familiares, amizades, professores, empresas que trabalhou (e, para quem acredita, até em outras vidas), etc, etc....

Essas características são um conjunto único -e, assim como minha mãe dizia que para cada pé doente existe um chinelo velho, para cada perfil existe um cargo, uma empresa ou uma posição mais adequada.

Escrevi um post a respeito do que é competência em meu site, onde coloco exatamente essa visão: que as empresas, ao invés de desenharem os perfis de acordo com cada cargo, estão em sua maioria sonhando com esses super heróis - e caramba, será que precisamos de super heróis pra tudo nessa vida?

Imagine que chato se todos fossem iguais - bem humorados, diplomáticos, inteligentes, líderes, auto didatas... creeedo. Que medo de um mundo assim!

Não conhecia seu blog, virei mais vezes.

Abraço,

Adriana Torres

Mauro Segura disse...

Adriana. Concordo com tudo que você escreveu. Por favor me dá o endereço de seu blog. Quero saber mais. Obrigado por visitar e colaborar com meu blog. Abraços. Mauro.

Adriana Torres disse...

Oi Mauro,

o endereço é www.adrianatorres.com.br

Eu deveria escrever mais sobre marketing e projetos sociais (área onde atuo) mas como faço um trabalho voluntário para ajudar profissionais em BH a encontrarem novas oportunidades no mercado através do meu próprio network, acabo sempre fazendo posts sobre temas relacionados a empregabilidade...

Acho que você vai gostar desses dois posts:

http://tinyurl.com/2cs7mw6

e

http://tinyurl.com/2w9gnml

Abraço!

Adriana Torres

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...